leah pipes brasil
- leahpipesbrasil.com -

O site oficial do People’s Choice Awards liberou a lista de pré-indicados para a próxima edição da premiação (em 2017), para os fãs começarem a votar nos seus cinco filmes, atores, atrizes e séries de TV favoritos.

A série The Originals foi indicada a categoria de Favorite Network Sci-Fi/Fantasy TV Show.

Leah Pipes não foi indicada a categoria ‘Favorite Sci-Fi/Fantasy TV Actress’ para ter a chance de se tornar uma das 5 cinco atrizes favoritas indicadas, porém, nada é impossível! O nome de Leah não está na lista das 15 atrizes que estão concorrendo mas nós podemos indicá-la e tentar fazê-la passar para a próxima fase da votação!

Quer saber como? Entre na categoria FAVORITE SCI-FI/FANTASY TV ACTRESS (clique aqui) e você verá a lista de atrizes que estão concorrendo. Sem problemas! Role a página para baixo e você verá no canto esquerdo um espaço escrito “DON’T SEE YOUR FAVORITE? WRITE IN YOUR OWN.”, clique neste espaço e digite o nome da ‘Leah Pipes‘, e para finalizar, clique no espaço roxo no canto direito escrito “CAST VOTES”, assim confirmando seu voto!

Você pode votar várias vezes por dia até o dia 04 de novembro!

Labels: Camille O'Connell, Leah Pipes, The Originals

Como sabem, Leah irá completar 28 anos no dia 12 de agosto, e nós, do Leah Pipes Brasil, em parceria com o Daily Leah, junto à vocês, prepararemos uma surpresa para a nossa atriz favorita!

A surpresa será um vídeo de homenagem de fãs, com fãs brasileiros e também de outros países, pois assim poderemos fazer um projeto grande e bonito para Leah.

Read More

Labels: Leah Pipes, The Originals

Você votou e Leah Pipes e Joseph Morgan foram indicados ao Teen Choice Awards na categoria “Choice TV Liplock”.

Mas nossa missão ainda não acabou, vamos continuar votando! Você pode votar da seguinte maneira:

My for is Leah Pipes () & Joseph Morgan ()

De acordo com as regras da premiação cada usuário só pode votar uma vez por dia pelo Twitter e RT conta como voto, ou seja, você deve optar por tweetar ou dar RT em algum voto. Nada impede que você crie varias contas e tweet por elas.

As votações pelo site não estão disponíveis para o Brasil, mas nós encontramos um jeitinho.

emrEDkkv_400x400

Existe uma extensão para o Google Chrome chamada Hola! que você pode instalar no seu navegador e poderá ter acesso à páginas, vídeos e outras informações que só poderiam ser acessadas de algum lugar específico do mundo.
Eu testei o Hola! e consegui votar no TCA usando ele, então não se preocupe que é 100% seguro.
Porém as regras são as mesmas, apenas um voto por dia por categoria.
Para ativar o Hola!, é só clicar neste link. Depois de instalar a extensão, vá até apágina de votos do TCA, clique no simbolo de “foguinho” que aparecerá no canto superior direito do seu navegador e mude a bandeirinha do país para a dos EUA. Pronto, o site abrirá normalmente mostrando as categorias para votação.
Espero que consigam e qualquer dúvida não deixem de nos chamar nas nossas redes sociais.
Descobrimos esse truque aqui.
Labels: Klamille, Leah Pipes, The Originals

O PERFORMER  | Leah Pipes

O SHOW  | The Originals

O EPISÓDIO | 29 de abril de 2016

O DESEMPENHO |  A partir do momento em que Camille O’Connell apareceu pela primeira vez na 4 ª temporada de The Vampire Diaries para o momento em que ela se despediu no episódio dessa sexta feira 29 de abril de The Originals , ela nunca parou de olhar para o seu propósito – e, idealmente, ser ela mesma no processo. De fato, durante a sua transformação de três temporadas de bartender para psicóloga para vampira, a única constante foi o comprometimento de Pipes para o papel subestimado.

Mas ela nunca o fez com inseguranças sua personagem. Apesar de seu lado escuro, Pipes sempre infundiu Cami com um senso de otimismo que só fez sua morte prematura ainda mais devastadora.

Bem, isso e execução do assassinato de Pipes – por assim dizer – de suas cenas finais com Joseph Morgan. Todas as fases da morte de Cami eram insuportáveis, e Pipes vendeu o inferno fora delas, de sua força inicial ( “Eu fiz minha paz com a morte”) para sua eventual desagregação ( “Eu queria ser corajosa”). E nem sequer um bom começo em seu “Talvez isso é apenas como você sabe que você ama alguém”, falado com Klaus. Muito parecido com Cami depois de receber a mordida fatal de Lucien, os nossos canais lacrimais nunca tiveram uma chance esta semana.

Claro, a outra tragédia do episódio foi que nos foi dado um vislumbre do que poderia ter sido, mas em última análise, nunca seria, entre Cami e Klaus. Com seus personagens finalmente dispostos a deixar cair todas as pretensões, a química Pipes e Morgan – anteriormente inibida pela incapacidade de Klaus e Cami de fazer sentido no que eles tinham – chegou a brilhar durante vários minutos gloriosos.

Nós podemos nunca saber o potencial de Cami como um personagem, mas como Niklaus disse, vamos transportar o desempenho de Pipes com a gente por um longo tempo bom.

Matéria original aqui.

Matéria traduzida e adaptada pela equipe LPBR, não reproduza sem créditos.

Labels: Camille O'Connell, Leah Pipes, The Originals

A Showrunner de The Originals, Julie Plec, escreve semanalmente ao site EW comentando um pouco e as vezes respondendo algumas perguntas sobe o episódio da semana de The Originals. Ontem dia 29 de abril, ela comentou o trágico acontecimento na série. Confiram!

Obrigado por assistir “No More Heartbreaks”, escrito por showrunner Michael Narducci e assistente dos escritores Celeste Vasquez, e dirigido por Millicent Shelton.

A morte me aterroriza. Acho que é assustador e frio e solitário, e eu me mantive muitas noites preocupada com isso. Eu não salto de aviões, ou corro no meu carro, ou atiro-me por aí como uma heroína, ou qualquer dessas coisas que podem convidar a morte mais cedo do que se entende por vir. Como resultado, eu adoro escrever sobre ela. A morte é meu tipo favorito de história para contar. Na escrita, eu sou capaz de encontrar beleza na morte. A paz, a bondade, o amor, e a elegância de um adeus eterno. É que a vida real? Na verdade não. Mas é bom para pensar. Faz a noite um pouco menos assustador.

Neste episódio, fomos confrontados com a tarefa altamente emocional de dizer adeus a Leah Pipes e sua personagem Cami. Leah é uma campeã entre os campeões. Um das atrizes mais dedicadas, profissionais, entusiastas, divertida, preparada, inteligente e talentosa que eu já trabalhei. Também uma excelente amiga de vinho. Nunca é fácil matar atores que eu gosto, e ainda mais frequentemente do que não é a tarefa que eu sou confrontada (Exhibit A: da TVD Matt Davis e Kayla Ewell, para citar alguns). A coisa mais difícil para um showrunner – bem, um showrunner como eu – a fazer é separar uma conexão com o ator de uma conexão com o personagem. A responsabilidade do contador de histórias é reconhecer quando um personagem tem o seu curso. E quando essa hora chegar, o seu amor para o ator pode fazer você continuar a tentar e tentar e tentar mais um pouco, às vezes durante anos, para manter o caráter relevante. Ou você pode terminar sua jornada, respeitar a integridade do que a história está lhe dizendo que você precisa fazer, e esperar que o seu ex-colega de trabalho e amigo ainda vai querer beber vinho com você de vez em quando. RIP Camille, e Godspeed, Leah Pipes.

Leia também a matéria completa clicando aqui.

Matéria traduzida e adaptada pela equipe LPBR, não reproduza sem os devidos créditos.

Labels: Leah Pipes, Spoiler, The Originals

Alerta de spoiler: Este post contém pontos da trama do episódio do dia 29 de abril de The Originals.

Depois de um tempo tentando encontrar uma maneira de salvar a vida dela, Os Originais perderam sua amada Cami. Durante três temporadas, Cami tem sido o ser humano, psicóloga, bartender, amiga, interesse amoroso, nova vampira, e muito mais. E agora, Klaus perdeu a mulher que amava.

Foi uma hora emocional para todos os envolvidos, o EW falou com Leah Pipes sobre a despedida de Cami, a última cena que ela filmou, e o que vem por aí para ela.

EW: Quando você soube que season 3 seria a sua última?

LP: Eu, felizmente, tenho realmente um grande diálogo aberto com os produtores executivos, mas especialmente Michael Narducci, então no início da temporada, ele foi muito aberto comigo sobre o enredo de Cami, que potencialmente terminaria em morte, mas ele prometeu que seria uma boa morte. Muitas vezes, é estranhamente melhor morrer do que ficar por aqui e não fazer nada em um programa de televisão, de modo a evitar-me a ser preso em um show e não fazer nada, ele me deu realmente um grande enredo, realmente um grande arco, e realmente uma grande morte.

EW: Quando falei com Narducci, ambos concordamos que realmente sentimos que Cami deixa um legado nesta série.

LP: Bem, eu espero que sim. Eu não me levei a ler quaisquer dos “scripts” (roteiros) após a morte de Cami, então eu vou apenas assisti-los com os telespectadores.

EW: Você esta satisfeita com a forma como ela saiu? Não é sempre que um personagem recebe um adeus tão longo nesta série.

LP: Sim, foi definitivamente demorado. Eu chorei durante toda a mesa de leitura incontrolavelmente. [Risos] Eu estava tentando mantê-lo em segredo, mas eu realmente não podia. Foi catártico para mim porque eu também estava me despedindo de Cami, que tem sido uma grande parte da minha vida por três anos, e eu nunca irei atuá-la novamente. Estou ficando emotiva só de pensar nisso, mas se eu tivesse uma escolha entre deixar um legado ou deixar este personagem esquecido, eu escolheria, obviamente sair, e me sinto grata que eu tenha tido isso.

EW: Você teve que fazer muito neste episódio. Será que você tem uma parte favorita de sua morte?

LP: Minha parte favorita desse episódio, curiosamente, era fechar os olhos e ouvir o adeus de todos, porque eles eram meus amigos e é tão raro que você apenas fecha seus olhos e começar a ouvir os seus colegas a atuar. Meu adeus favorito foi de Phoebe [Tonkin]. Só me lembro de fechar os olhos e ouvi-la e pensando, ‘Uau, que performance incrível ‘, e quão sortudo eu fui de ter um querida amiga e uma atriz maravilhosa para trabalhar pelos últimos três anos. Foi difícil para mim não começar a chorar enquanto morta. [Risos]

EW: O última grande arco de Cami na série foi ela se tornar uma vampira, então, obviamente, os escritores sentiram que era importante para ela passar por isso antes de morrer. O que você pensa que ser um vampiro lhe ensinou?

LP: Eu acho que a ensinou como talvez não julgar um livro pela capa, por falta de uma palavra melhor. Eu não sei se essa é a terminologia correta, mas ela esperava tanto de Klaus e ela pensou que era tão fácil para ele como era para ela, mas, em seguida, depois de se tornar um vampira, eu acho que ela viu o mundo de seus olhos e percebeu o quão difícil é para conter a sua escuridão, especialmente quando você se transforma em uma criatura da noite. Quando ela tornou-se isso, ela podia entendê-lo de uma forma que ela não podia antes e esperamos que, através de sua compreensão, ele se permitiu a compreender a si mesmo, porque é isso que a série é, realmente, é Klaus compreendendo a si mesmo e talvez um dia redimir a si mesmo e talvez um dia se transformar em um herói em vez de um vilão.

EW: Você tem uma história favorita da Cami de todas as três temporadas?

LP: Eu amei tantas de suas histórias. Se eu tivesse que escolher uma, seria sua história com seu tio. Eu realmente gostei de trabalhar com Todd Stashwick e eu sinto falta de Cami apenas ser a humana ingênua às vezes, com seu longo cabelo e seus vestidos flowy, e realmente começando a desempenhar aquela menina de olhos arregalados, inocente. E, em seguida, ao longo dos anos, ela se tornou um pouco mais difícil e um pouco menos ignorantemente otimista. Eu sinto falta de seu otimismo da 1ª temporada.

EW: Qual foi a última cena que você filmou?

LP: A última cena que filmei foi a cena em que Lucien me morde, então isso foi com Andy Lees em meu quarto, o que eu pensei que era muito apropriado para dizer adeus ao quarto de Cami, um lugar onde eu tive a minha cena favorita toda a série, cena de amor de Marcel-Cami. [Risos] Eu só fiz uma vez! Eu continuei pedindo novamente, mas eles só deixaram fazê-la uma vez.

EW: Essa é a única onde você teve problemas por se deixar levar, não é?

LP: Isto é. É difícil não se deixar levar a Charles Michael Davis. Eu desafio qualquer mulher a resistir. [Risos]

EW: O que vem por aí para você?

LP: Bem, quando Deus fecha uma porta, esperançosamente ele abre uma janela. E esperançosamente essa janela é tipo um programa de televisão da Shonda Rhimes. [Risos] Shonda, estou desempregada e eu estou esperando por você!

Matéria Original aqui.

 

Matéria traduzida e adaptada pela equipe LPBR, não reproduza sem os devidos créditos.
Labels: Camille O'Connell, Leah Pipes, Spoiler, The Originals